27º em São Paulo
Ajuda no processo de atividades motoras

Ajuda no processo de atividades motoras

Quando nos tornamos pais é comum nos preocuparmos com todas as fases do desenvolvimento de nossos filhos, sejam elas ligadas aos aspectos físicos, cognitivos, psicológicos, familiares ou sociais. Tudo para garantir que o pequeno possua todos os estímulos necessários para crescer e transformar suas descobertas em aprendizado, para uma vida adulta saudável e equilibrada.

O processo de habilidades motoras está fortemente ligado ao desenvolvimento cognitivo da criança. Um dos grandes teóricos estudiosos desse tema foi o psicólogo francês Jean Piaget, que classificou quatro estágios do desenvolvimento infantil:

Porém, para o psicólogo, tais fases eram consideradas lineares e interdependentes, ao contrário do que se acredita na atualidade, considerando que o cérebro humano é sensível, adaptável e amadurece a partir de todo tipo de interações de diferentes complexidades com as pessoas e o meio.

Uma das melhores maneiras de estimular a criança em seu processo de desenvolvimento de habilidades motoras é deixando-a brincar em toda oportunidade possível, pois é dessa maneira que se exercita a criatividade, imaginação, improviso associado ao exercício motor e reconhecimento do próprio corpo, além de contribuir com as habilidades sociais de interação com o espaço e com outras crianças.

Os psicólogos são os profissionais dedicados ao estudo dos processos de desenvolvimento cognitivo infantil e também são capazes de identificar possíveis alterações que provocam os chamados transtornos motores. Segundo a Psicóloga Vera Regina Decarli: “A característica essencial é um comprometimento grave do desenvolvimento da coordenação motora, não atribuída exclusivamente a um retardo mental ou a uma afecção neurológica específica, congênita ou adquirida”.

Como pais e cuidadores dos pequenos, devemos ficar atentos para identificar quaisquer dificuldades no desenvolvimento das habilidades motoras da criança e também, segundo Vera, pode-se recorrer a ajuda profissional para o diagnóstico correto e preciso:

“Na maioria dos casos, um exame clínico detalhado permite evidenciar sinais de imaturidade acentuada do desenvolvimento neurológico, assim como perturbações da coordenação motora fina e grosseira. Um exame neuropsicológico, mais detalhado pode exemplificar quais são esses transtornos”.

Portanto, brincar, fornecer recursos indicados a cada fase da criança, investir em um ambiente adequado, estimular o diálogo e a troca de conhecimentos, e sempre observar os avanços do pequeno dentro de sua rotina, são os critérios essenciais para os pais garantirem e auxiliarem seus pequenos no processo de desenvolvimento das habilidades motoras.

 

 

Fonte:

Vera Regina Decarli

Formada em  psicologia  e  educação social.

Pós graduação em teste  Rorschach , psicopedagogia e PBO (psicoterapia breve operacionalizada)

Com informações de:

goo.gl/8FL7wU

 

 

 

Veja mais:

Voltar
Carregando...